Por que investir em tempo de crise

negócios em tempo de crise

É comum em tempos de crise, muitos empreendedores ficarem desmotivados e alguns acabam chegando as portas. Mas pode ser o melhor momento para investir e inovar no negócio. Fizemos um artigo para esclarecer melhor como aproveitar as oportunidades com a crise.

 

 

 

Em um momento que muitas empreendimentos de vendas estão desmotivados devido a queda nos lucros devido a crise, outros estão no melhor momento de lucratividade. Empresas brasileiras na etapa de inicial no mercado, dizem que 2016 mesmo em crise, é o melhor ano para inovar. Investidores estão dispostos a apostar em nova ideias e negócios como Startup. As Startups de tecnologia cresceram junto com a crise, multiplicando o número de clientes e investidores a procura de lucro a longo prazo.

A crise que começou ano passado e tem previsão de melhorar somente em 2017 é uma realidade para todos, mas alguns estão fazendo a diferença. Quando muitos estão fechando as portas, outros enxergam oportunidade para começar e impulsionar novos negócios na crise.

Por que investir na crise? 

Por que investir em tempo de crisePara abrir um negócio é necessário entender qual modalidade a empresa se encaixa mais, quais os problemas que ela irá resolver, quais são os concorrentes e outros. Investir, principalmente na crise não é totalmente seguro, mas você deve ter uma segurança social, em saber que terá demanda para o seu produto ou serviço. Procure resolver problemas com ideias inovadoras e com baixo custo, assim terá melhor aceitação no mercado. É importante você pensar em estrategias quando tiver oportunidades ao seu favor, essas são as condições de crescimento, ou seja, a base da sua empresa deve estar bem sólidas para quando vier a oportunidade, a empresa crescer com o país em crise.

Mesmo em crise, alguns mercados continuam aquecidos, como é o caso do setor de serviços. Atualmente esse mercado de prestação de serviços é responsável por 75% dos empregos formais no Brasil. Uma boa estrategia é oferecer serviço que acompanham as necessidades do mercado e atender grandes empresas que buscam reduzir custos, em alternativas viáveis devido a crise.

Além disso, cresceu o número de investidores buscando ideias inovadoras e startups para aplicar capital. Segundo pesquisas da empresa Anjos do Brasil , 80% de investidores fazem aportes quando são procurados por empreendedores, em um ano o valor aportado em startups chegou a R$ 784 milhões.

Segmentos para investir em tempos de crise

Devido a crise, muitas pessoas retomam hábitos antigos e voltam a usar produtos e serviços mais básicos, está é a oportunidade certa para criar soluções está área.

Segmentos que cresceram em tempos de criseO segmento de consertos e reparos de roupas e sapatos tem crescido bastante, pessoas em busca de contenção de gastos. Fazer um reparo fica bem mais em conta do que comprar um novo produto, além de não comprometer no orçamento. Em época de crise as pessoas procuram conservar mais o vestuário. Essa oportunidade é tão produtiva que o Sebrae da dicas de Como montar uma loja de conserto de sapatos.

A venda de carros usados também não fica para trás, com a crise o crédito em escarces e com o receio da população de fazer um financiamento com um valor alto, comprar um carro usado em perfeito estado é melhor do que comprar um 0 km. O medo de financiar um carro novo é o mesmo medo de quem já possui um carro e ele começa a apresentar defeitos. O reparo do carro é a melhor opção no momento, oficinas mecânicas estão se destacando em crescimento em meio a crise.

segmentos de negócios para investir em tempos de criseAcompanhando a mesma lógica de reduzir gastos e o medo do financiamento na crise, o segmento de obras e reformas de casa e apartamentos é uma ótima opção. Com a reforma além  do patrimônio já adquirido ser preservado, o apego emocional que os moradores podem ter pelo imóvel também ficará preservado.  A diminuição nos custas é visível e você pode montar sua empresa de reformas, ou preferir franquias, como a Dr. Resolve.

Com a passagem cada vez mais cara e a gasolina também, muitos deixaram o carro na garagem e decidiram pela bicicleta e todos os benefícios que ela oferece à saúde e o meio ambiente, além da redução de gastos, o que é um fator importante na crise. Uma ótima aposta é em lojas de bicicletas oferecendo a bicicleta e equipamento completo além de serviços de reparo e preparação para as pedaladas. Sites fizeram post de Como montar uma loja de bicicleta , para quem já esta no ramo é uma excelente oportunidade.
A moda que começou em Nova York também com a crise tem se espalhado pelo Brasil inteiro.  O Food Trucks é uma inovação do trailer, que oferece comida de boa qualidade por preços bem menores, assim é um atrativo em tempos de crise e para muitos como forma de economia e novas experiências.

Determine seu investimento na crise

Você deve ter seus objetivos firmes e não desaminar com obstáculos como a crise. Pense quem é mais forte: você ou a crise? Acredite, se você quiser, pode ser mais forte que a crise.

Em uma ocasião pediram a opinião sobre a recessão a Sam Walton, fundador da rede de lojas Walmart e ele respondeu: “Pensei muito a respeito e resolvi que não vou participar dela”.

Ou seja, você deve traçar objetivos e não se abalar, a crise pode até afetar seu negócio de alguma forma, mas não deve te desmotivar. Afinal, um bom empreendedor enfrenta os desafios, não desiste e encontra o momento certo. Pense em algumas oportunidades em crise como:

  • Identifique negócios bons, mas sem administração: Se você observar, irá ver que existem uma boa quantidade desses negócios no mercado, principalmente devido a crise. Muitos negócios desaparecem por não inovarem ou a concorrência aumenta e acabam não resistindo. Esse tipo de negócio é ótimo para investir, pois a administração pode ser resolvida a curto prazo e o preço do investimento é bem vantajoso.
  • Substituir produtos e serviços:  Com a crise, muitos consumidores abriram mão de marcas caras pelas mais baratas, em busca do custo-beneficio. Um exemplo é o sabão em pó, todos os produtos apresentam a mesma funcionalidade, porém um produto com um preço mais em conta, atende as mesmas exigências do mais caro. Identifique produtos e serviços e adapte a realidade econômica da sociedade em crise. Pode não parecer fácil, mas com boa administração e pesquisa, o sucesso é certo !
  •  negócios em tempos de criseEmpreendimento com sem capital: Muitos empreendedores, acostumados a liderar com crédito fácil e barato, quando o crédito passa a ser mais seletivo e caro acabam endividando o negócio. Com a crise, muitas empresas costumam quebrar, e o preço do negócio se torna muito mais barato, você deve apostar em situações como essa. Mas lembrando, você deve ter boa administração financeira e estrategias para sair das dívidas.
  • Expansão do seu próprio negócio: Uma ótima oportunidade para quem já é um franqueado é comprar outras franquias de pessoas com menos experiências, que na crise acabam tendo prejuízo. Outra oportunidade de expansão é no setor industrial, você pode optar com um maquinário que já possui, produzir produtos com maior aceitação no mercado e menor custo. Playmobil, uma das lideres do mercado de brinquedos surgiu assim.
  • Crie novos valores com o uso da tecnologia: Existem diversas oportunidades quando pensamos fora da caixa e inovamos em setores que parecem ser consolidados. Utilizando das novas tecnologia mobile e website, pense em como você pode oferecer um mesmo serviço só que utilizando maneiras diferentes. Muitas startups surgem dessa maneira. Podemos citar o caso do EasyTaxi que modificou como as pessoas poderiam chamar um táxi. Encontre essas oportunidades e busque apoio para desenvolver seu projeto, como em uma lançadora de startup.

O mercado brasileiro está cada vez mais aberto para ideias inovadoras e startups, não deixe que a crise acabe com com seu espirito de empreendedor, confie em suas decisões e aproveite todas as oportunidades, arrisque.

Deixamos aqui algumas sugestões para enfrentar melhor a crise no mercado do empreendedorismo. Gostou desse post? Confira tudo sobre Term Sheets – um documento essencial o investimento. 

[Total: 1    Média: 5/5]